A Boeing patenteou o que tem chamado de “Avião Movido a Energia Solar” há algumas semanas. A julgar pela ilustração do registro, a aeronave em forma de drone é nada mais que a junção entre duas longas asas com motores acoplados, também, às suas extremidades, que são dobradas na vertical.
O avião seria capaz de voar por horas sem que parada alguma fosse feita, nos mesmos moldes das invenções já apresentadas por gigantes como Facebook e Google. Segundo especula a mídia internacional, um dos motivos que pode justificar a aposta da empresa é o mercado emergente dos novos satélites movidos a energia solar.
O avião poderia substituir determinados tipos de satélites.
Publicidade
Dispositivos que sobrevoam o globo a determinadas alturas poderiam ser substituídos por drones tais como o apresentado pela figura patenteada. Satélites dedicados a serviços de comunicação a longa distância, por exemplo, dariam lugar a aeronaves inteligentes. Detalhes quanto à invenção não vieram ainda à tona; a finalidade do avião e as datas especuladas para o lançamento são desconhecidas.